Bem-vindo à internet! Regras: tem algumas.

O Clover é um pub joinvilense inspirado nos pubs europeus, com comida boa, cerveja artesanal e um clima confortável e conversável. Criar conteúdo pra uma marca que as pessoas já amam poderia ser mamão com açúcar se não fosse as artimanhas do algoritmo e o fato de que, quando se trata de conteúdo, nada é mamão com açúcar.

Esse é aquele momento em que admitimos nossos erros e contamos o que aprendemos com eles.

Durante um bom tempo, a estratégia que melhor funcionava com as redes sociais do Clover era o humor. Humor engaja, faz com que as pessoas sintam simpatia pela sua marca e combina com pubs.

Nossa primeira bola dentro mostrou que o jeito era ser descontraído, apostar nos memes e esperar pelo melhor. Uma publicação sobre uma tradição de 29 de fevereiro teve mais de 115 comentários.

Porém, o tempo passou, as coisas mudaram e, quando nos demos conta, os números estavam lá embaixo: os memes não tinham mais o mesmo engajamento de antes.


Pra salvar o on, buscamos dados do off.

As piadas até que eram boas, mas será que era isso mesmo que o público do Clover queria ver? E mais importante: quem é o público do Clover?

Decidimos estudar a coisa a fundo e percebemos que, diferente da maior parte da concorrência, o Clover é frequentado por pessoas mais velhas, que gostam de lugares calmos, onde elas podem beber tranquilamente e conversar.

Ou seja, talvez a nossa mensagem não estivesse muito bem alinhada.

Nossa primeira atitude foi tirar do Facebook o status de canal principal e concentrar nossos esforços no Instagram, onde o público é mais engajado.

Depois disso, percebemos que, especialmente ali, o que as pessoas mais procuram é autenticidade. As nossas artes legais quase sempre flopavam*, enquanto aquela foto feita em 5 minutos era sempre um sucesso.

Arregaçamos as mangas, limpamos a lente da câmera e mandamos ver. Mas mais do que fotos bonitas, precisávamos trazer para o Instagram a experiência de estar dentro do Clover.

É sempre isso que temos em mente a cada novo planejamento de conteúdo. Pensamos na composição de cada foto e em como a legenda vai contribuir para manter o tom de voz da marca

Também criamos um padrão de filtro e paleta de cores, para que as fotos conversassem entre si e o perfil ficasse harmônico.


Pra pensar no chuveiro

Hold my beer and let me work.

*flopar: dar errado, ter pouco resultado. Exemplo: organizei uma festa de aniversário, mas flopou (organizei uma festa de aniversário, mas ninguém veio).